Segunda-feira, 5 de Outubro de 2009

Hoje estive a pensar em ti, como já tem sido hábito, aliás, e, como sempre, invadiu-me aquela dor no peito que não sei bem descrever. É como se algo faltasse e, ao mesmo tempo, esse vazio apertasse no peito, incapacitando o coração de bater, os pulmões de inspirar. Tudo no meu corpo começou a latejar, como acontece quando penso que te perdi mas, desta vez, não chorei. Pela primeira vez, não chorei com o pensamento. Respirei fundo e racionalizei, em vez de deixar o coração tomar conta da situação.

Se pensas que me deixei invadir pelas memórias de tudo o que estava mal, enganas-te. Pensei em todas aquelas coisas tuas de que sinto falta.

Não relembrei os beijos ou os abraços, os mimos ou as carícias, não. Também sinto falta de tudo isso, é verdade. Das palavras doces e dos silêncios carregados de paixão. Sinto falta disso, sim. Mas não é a ausência disso que me está a matar por dentro.

O que me consome é não saber como estás. Se estás feliz ou triste, animado ou desmoralizado. É não saber se o teu espírito está atormentado por algum problema ou se, pelo contrário, a vida te sorri mais do que nunca.

Sinto a falta de poder partilhar a tua vida. De sorrir nas tuas vitórias, de te amparar nas quedas, de estar lá, no matter what.

É esse o vazio que me consome, e não há anda que possa fazer para o eliminar, só me resta aprender a viver com isso[

]a consequência dos meus erros

 


Estou: melancólica
My Soundtrack: Jordin Sparks feat Chris Brown - No Air

publicado por Night_Angel às 17:53 | link do post | comentar

1 comentário:
De Infinit a 7 de Outubro de 2009 às 00:13
Não existe nada que se possa dizer em momentos como este que não pareça errado. Talvez a boa notícia é que referiste bem no final o teu estado como melancólica... confesso que não fui a nenhum dicionário procurar o significado literal da palavra, mas na minha modesta opinião a melancolia apenas aparece quando já nos mentalizamos que aquela coisa boa acabou. No fundo não será um mau sentimento, é acima de tudo a percepção de que não podemos voltar ao passado, nem ficarmos presos nesse mesmo passado por muito bom que ele tenha sido.
Mas cada pessoa tem percepções diferentes de coisas iguais e tudo o que eu escrevia em cima pode ser vazio de qualquer significado para ti.
De qualquer das formas, fica bem...
Beijos


Comentar post

MiM
Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

Secret #2

Secret #1

I can't deny it

[my mind is out of contro...

when words escape me

Argumentos de Loucura

Hopelessly

This is so fucking stupid...

Confessions #6

I Crave for You

arquivos

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds